Revestimentos

Pedras Naturais: Pedras Hijau e Hitam

Desde os primórdios o homem utiliza os recursos naturais para sobrevivência, segurança e principalmente como abrigo. Desde cavernas, até mesmo a casas construídas pelo próprio homem nos séculos seguintes.

Podemos começar falando que as pedras são todas derivadas da natureza, além da beleza é sempre importante nos lembrar da responsabilidade com o meio ambiente, como no caso da extração das próprias, que deve sempre seguir os trâmites legais.

Dentre as pedras mais utilizadas na arquitetura e decoração, estão as pedras Hijau e Hitam, ambas originarias da Indonésia, elas são conhecidas também como pedras vulcânicas. Com propriedades terapêuticas e beleza impressionante, são muito utilizadas em piscinas, espelhos d’água, saunas molhadas e em áreas molhadas em geral.

Em ambiente internos e externos, a pedra Hijau nos proporciona a sensação de natureza.

A pedra Hijau quando molhada, tem a sua cor característica original modificada para um tom mais vivo e vibrante de um verde azulado. Ela é super recomendada para áreas com incidência solar, já que ela absorve o calor, deixando a temperatura de sua superfície bastante agradável ao toque.

Borda infinita é um conceito muito utilizado nas piscinas atualmente. Na parte da borda, utiliza-se a pedra Hitam, e nas paredes e fundo da piscina, é aplicada a pedra Hijau, dando assim a sensação de horizonte infinito para quem está na piscina.

A pedra Hitam, assim como a Hijau, também tem a sua cor modificada quando entra em contato com a água, deixando seu aspecto em uma cor mais escura, quase no tom de preto. Por outro lado, ao contrário da pedra Hijau, a Hitam não é recomendada para áreas com incidência solar direta se não estiver submersa, principalmente devido a sua cor escura, que contribui para que a sua superfície esquente mais.

Elegância e contemporaneidade é o que a pedra Hitam transporta para o ambiente.

Disponíveis em diversos tamanhos, as pedras Hijau e Hitam também são encontradas no mercado em forma de seixos, que são muito utilizados no paisagismo, além das áreas molhadas. Os acabamentos também variam entre liso e bruto.


A pedra Hijau em com suas três variações: bruta e lisa e seixos.

Da natureza para a nosso dia-a-dia, as pedras naturais sempre estiveram presentes nas nossas vidas, seja no ambiente interno como no externo, elas dão ainda mais charme em nossas casas. Com consciência e criatividade, as pedras podem se tornar grandes aliadas dos profissionais de design de interiores e arquitetura.

Mídia: pinterest.com | mulher.uol.com.br | palimanan.com.br |chaodebarro.com | revistacasaejardim.globo.com | mulpix.com | instagram.com

Tendências

A cor de 2019: Living Coral

Depois da utopia cósmica da Ultra Violet em 2018, a Pantone, no final de ano passado nos apresentou a cor de 2019, a Living Coral 16-1546.

Presente nas passarelas atualmente, o tom coral já está em evidência e promete ser a aposta para o design de interiores em 2019.

A influência da Pantone no fashionismo.

Conhecida por sua influência na criação e popularização das tendências de cores, desde 1999, a Pantone elege uma cor que promete ser a base das tendências do próximo ano.

A escolha de determinada tonalidade sempre leva em conta o momento que vivemos atualmente como sociedade e indivíduo, além é claro das novidades do mercado e tendências mundiais.

O tom Living Coral em detalhes e pontos específicos.

O tom escolhido da vez é um coral com nuances douradas que segundo a Pantone é “Vibrante e suave (…) nos acolhe com sua aura cálida e nutritiva, flutuando e reconfortando num ambiente em constante transformação.”.

Na decoração, geralmente utilizada em pontos locais e específicos, a Living Coral casa perfeitamente com tons mais profundos, como azul marinho e tons esverdeados.

A combinação entre tons profundos com o coral vibrante.

A Pantone teve ainda o intuito de levar as pessoas a refletirem sobre problemas ambientais, bem como a poluição dos mares e a extinção de diversas espécies de animais marinhos.

Agora vamos ficar de olho nessa tendência linda e vibrante e mergulharmos de cabeça no coral!


Mídia: voguemagazine.com | pantone.com.br | casavogue.globo.com
PLUS Interiores

Design de Interiores: o que é?


Por que escolher um Designer de Interiores?

my restaurants 1
Mídia: Instagram @myrestaurants.

O que falar sobre nossa amada profissão? Por onde começar?

Quando falamos que somos designers de interiores, muitas pessoas estranham, não entendem ou perguntam se tem relação com arquitetura e decoração.

Isso ocorre por ser uma profissão relativamente nova e em vias de ser reconhecida. Então, vamos esclarecer algumas coisas:

Design de Interiores tem relação com decoração ou arquitetura?

Sim, entendo que elas se complementam, havendo uma troca de informação entre elas quando se planeja um ambiente, portanto um depende do outro para coexistirem em harmonia.

Mas vamos diferenciá-las um pouco.

O decorador se preocupa com a estética do ambiente aliada a personalidade de seu cliente. De fato, reconhece o que fica bom pra determinados ambientes e está antenado nas tendências atuais de decoração, portanto utiliza muito bem ferramentas como cores e texturas em seus ambientes.

1
Ambientes com cor deixam os ambientes aconchegantes e descontraídos! Mídia: Histórias de Casa
2
Ambientes com cor deixam os ambientes aconchegantes e descontraídos! Mídia: Histórias de Casa.

Arquitetos e Designers de Interiores trabalham juntos. Os arquitetos planejam o espaço, o macro ambiente, portanto tem uma preocupação maior com sua forma estrutural, como este será ocupado, e muitas vezes podem fazer a decoração destes também.

3
Destaque para a importância das linhas na arquitetura e nos interiores, que aumentam visualmente os ambientes. No caso da imagem da esquerda integra o jardim e o ambiente externo (cidade) com o interior da casa. Mídia: Instagram @myinterior.
4
O ambiente com pé direito duplo parece ainda maior com as janelas estreitas e altas. Mídia: @tipinterior.
5.png
Talvez o maior ícone arquitetônico seja a Casa Kaufmann, mais conhecida como Casa da Cascata (na imagem), possui estilo moderno com suas linhas retas. Construída pelo arquiteto Frank Lloyd Wright, em 1936 nos EUA. Mídia: Papo de DesignWikipedia.

No entanto, o designer planeja os espaços internos e externos (espera, externos? Sim! Fachadas e projetos paisagísticos, por exemplo).

Além disso, o designer de interiores também se preocupa com a estética, mas com um estudo maior em relação às decisões projetuais, uma vez que é obrigação do profissional de Design de Interiores levar em conta a personalidade e vontade do cliente, aliada a diferentes aspectos como o levantamento do programa de necessidades do mesmo, o estudo de conforto térmico, acústico e luminotécnico, os estilos (e como combiná-los para adequarem-se e melhor representar e transmitir a personalidade do cliente no stimmung, a atmosfera do ambiente). E talvez um dos mais importantes seja o estudo projetual, ou seja, como melhor aproveitar o espaço e torná-lo funcional, prático, seguro, confortável e bonito visualmente.

Para isso, utilizamos artifícios como disposição de layout, mobiliário, estudos de antropometria e ergonomia (uso das dimensões do corpo humano como base de cálculo para medidas e qual o espaço necessário para uma boa circulação que proporcione o conforto desejável), cores, texturas, formas, linhas, padronagens e até mesmo o resgate de memórias afetivas, a fim de remeter a momentos importantes da história pessoal do seu cliente, agregando mais valor ao seu projeto e consequentemente humanizando-o. Afinal, planejamos espaços para pessoas e não apenas fotos de capa de revista.

6
Varanda com stimmung (atmosfera) que transmite aconchego, tranquilidade, hand made (artesanato). Mídia: Instagram @myinterior.
7
Este ambiente de uma residência Escandinávia é um ótimo exemplo da harmoniosa mistura de estilos, representada pelas cadeiras Thonet (construídas por Michael Thonet em 1859, uma das primeiras cadeiras a ter sua produção em escala industrial, mas mantendo o “look” artesanal pelas formas curvas que lhe dão leveza) e a cadeira Barcelona (construída pelo pioneiro Mies Van der Rohe em 1929, que introduziu a produção em escala industrial, através do estilo Bauhaus). Mídias: Instagram @scandinavianhomes.

Para nós da PLUS Interiores, a importância dos espaços é para quem irá desfrutá-lo. Projeto pode ser entendido como interação entre usuários e o ambiente: o papel do Designer de Interiores é promover a melhor condição dessa sinergia, dessa vivência.

8.png
O ambiente da imagem acima transmite jovialidade pela pintura na parede e formas diagonais das penas da mesa. Mídia: Instagram @interiorhints.

Afinal o que todos esses profissionais tem em comum é a preocupação em atender necessidades dos seus clientes, transformando os ambientes para que eles proporcionem flexibilidade (possibilidade de variação do layout), praticidade (nos dias corridos de hoje uma residência que tenha manutenção fácil ajuda na rotina agitada), usabilidade e funcionalidade (os ambientes devem obviamente agradar o cliente e também proporcionar conforto, bem estar, convivência e interação entre as pessoas).

9.png
Através da textura do tapete e cores neutras do mobiliário, esta sala passa aconchego e tranquilidade, além de possuir um ótimo espaço de circulação. Mídia: Instagram @myinterior.

Por Giovanna Ceccon.


PLUS Interiores

PLUS Interiores, prazer!


Oi oi gente!

Nosso primeiro post! Yay! Então vamos começar contando mais sobre nós para vocês!

Somos a PLUS Interiores,  um escritório constituído pelas Designers de Interiores: Elisama Lorenzo, Mariana Borges e Giovanna Ceccon, todas formadas no Centro Universitário Belas Artes de São Paulo. 

Desenvolvemos projetos residenciais, comerciais e corporativos. Também fazemos acompanhamento de obras e consultorias técnicas.

Propomos democratizar e divulgar o Design de Interiores para todos que sonham com o bem estar aliado ao conforto. E neste site vamos divulgar para vocês nossos projetos, nossas inspirações e também faremos posts relacionados com a história e evolução do DI.

Esperamos que gostem!

6b00ed8475f1b98f00352e84cb643582
Fonte: The UltraLinx